Fundada em 1º de agosto de 1949, a Associação Brasileira de Agências de Publicidade (Abap) defende e divulga os interesses de agências brasileiras associadas à indústria de comunicação. Está presente em todos os Estados do País e é a maior organização do setor na América Latina. Suas associadas são responsáveis por 78% do investimento publicitário brasileiro em mídia, movimentando um universo de 3.200 profissionais e 4.100 clientes.

        

ABAP-PE empossa nova diretoria e apresenta Compliance


Nova diretoria da ABAP (Associação Brasileira de Agências de Publicidade) de Pernambuco toma posse no próximo dia 30 de agosto, às 9h, na sede do Tribunal de Contas do estado. O evento marcará também a apresentação das "Diretrizes de Compliance" da ABAP em Recife.


(http://www.abap.com.br)

NOTA


ABAP e FENAPRO vêm a público deixar clara sua posição sobre as últimas discussões envolvendo comunicação digital do governo federal.

A maioria das Agências de Propaganda possui profissionais nas áreas de marketing e tecnologia que trabalham de forma integrada para levar a melhor experiência ao consumidor. A comunicação publicitária tem por objetivo atingir o público-alvo previamente determinado, independentemente dos meios de comunicação utilizados, sejam eles digitais ou não.

Na criação e na veiculação da mensagem publicitária, por vezes há interação entre as Agências de Propaganda e as empresas que prestam serviços tecnológicos correlatos, todavia elas não se confundem.

Às Agências de Propaganda cabem o estudo, o planejamento, a criação e a distribuição da mensagem publicitária nos mais diversos veículos, como claramente disposto na legislação própria, enquanto às empresas que prestam serviços tecnológicos correlatos não lhes é facultado tais tarefas.

Por essa razão, os contratos públicos de propaganda, regidos pela Lei nº 12.232/10, devem alcançar todos os tipos de comunicação, digitais ou não. Serviços tecnológicos correlatos, por outro lado, devem ser licitados pelo regramento geral previsto na Lei 8.666/93, sem a previsão de veiculação de propaganda. 

Não existe consumidor on ou consumidor off - existe consumidor. A melhor técnica e planejamento é que vai decidir se o melhor caminho é aplicar mais recursos nesse ou outro meio.

 

ABAP, MPF e ABSEC debatem a Lei Geral de Proteção de Dados, que entra em vigor em 1 ano


 

A ABAP, o Ministério Público Federal e a ABSEC - Associação Brasileira de Segurança Cibernética debatem, na próxima terça-feira, 20/08, a Lei Geral de Proteção de Dados, que entra em vigor em 1 ano. 
O evento acontece às 9h30, no Auditório do MPF em São Paulo, e terá participação de Sandro Suffert, presidente da ABSEC e CEO da APURA Cybersecurity Intelligence, Danilo Doneda, doutor em Direito, professor do IDP e consultor do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), EdilsonLima, gerente do Centro de Atendimento a Incidentes de Segurança (Cais) da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) e diretor da ABSEC, e Vítor Morais de Andrade, ex-coordenador geral do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça e líder da articulação de 8 entidades do setor de comunicação para a LGPD. A abertura do evento será realizada pelo Procurador-chefe da Procuradoria da República em São Paulo, Dr. Thiago Lacerda Nobre. O debate será mediado pelo jornalista e consultor Pyr Marcondes, especializado em comunicação digital e propaganda. 
O evento é gratuito e as vagas são limitadas. Para se inscrever, envie e-mail para: suzi.silveira@abap.com.br 

Mais informações: http://www.abap.com.br/evento_LGPD/


(http://www.abap.com.br)



 
 

O caminho para a publicidade responsável de produtos destinados à criança - Cartilha ABRAL

 

publicidade_responsavel.pdf

 
 
 

Confira uma amostra do livro "Gestão em Agências de Propaganda", de Antônio Lino Pinto

 

gestao-agencias-propaganda.pdf

 
 
 

Cidadãos responsáveis e consumidores conscientes dependem de informação
(e não da falta dela)
Conar

 

http://www.conar.org.br/conar-criancas-e-adolecentes.pdf

 
 
 

Regras e Sistemas para Registro de Obras Publicitárias na Agência Nacional do Cinema - Ancine

 

regras.pdf